Tag Archives: inteligencia emocional

O que é Inteligência Emocional?

Hoje, a Inteligência Emocional é um grande diferencial e se faz cada vez mais necessária tanto na vida pessoal quanto profissional. 

O psicólogo Daniel Goleman, autor de Inteligência Emocional (1995), define a Inteligência Emocional como uma habilidade interpessoal e intrapessoal, afirma que características como empatia e negociação fazem parte da IE e quem as têm, alcança o sucesso mais rapidamente.

Ou seja, a Inteligência Emocional é a capacidade de administrar as próprias emoções e usá-las a seu favor. Com essa competência é possível compreender as emoções das outras pessoas, construindo relações saudáveis, fazendo escolhas conscientes e adquirindo uma melhor qualidade de vida.

Como saber se sou inteligente emocionalmente?

Somos movidos principalmente pela emoção e entender isso é o primeiro passo para começar a desenvolver a inteligência emocional.

Pessoas que possuem altos níveis desta habilidade conseguem ter empatia consistente, criar e manter relacionamentos significativos, lidar com as situações difíceis de forma calma e eficiente e são bem mais resilientes frente às adversidades.

Confira alguns sinais abaixo para identificá-los no seu dia a dia.

Sinais que você tem inteligência emocional

Daniel Goleman, desenvolveu uma estrutura de cinco pilares para identificar os níveis de inteligência emocional, que são eles:

1 Autorresponsabilidade: Capacidade de assumir a responsabilidade por todas as coisas que acontecem na vida, seja o sucesso, fracasso, erros ou acertos;

2 Percepção das Emoções: Reconhecer as emoções humanas, tanto as próprias quanto das pessoas ao redor, identificando a mensagem que trazem;

3 Gerenciamento das Emoções: Conscientização da sua reação (resposta emocional) diante de cada emoção, adequando-as;

4 Foco: O foco determina o resultado, sendo assim, capacidade para focar nos aspectos positivos das pessoas e situações;

5 Ação: Somente pela ação enfrentamos o medo, tristeza e raiva; encontramos a alegria e o amor, gerando resultados e concretizando nossos sonhos.

Como medir a inteligência emocional?

Com base nestes fundamentos de Goleman, é possível identificar o nível de inteligência emocional, a fim de desenvolvê-los ainda mais. Em muitos sites na internet, você pode encontrar Testes de QE usando essa metodologia, porém certifique-se de que as mesmas são em fontes confiáveis e com o embasamento teórico acima.

Como a inteligência emocional pode melhorar as relações?

Saber pensar, sentir e agir de forma inteligente e consciente, sem deixar que as emoções controlem sua vida e se acumulem de forma a reproduzir ou criar traumas e doenças psicossomática

Como elevar os meus níveis de Inteligência Emocional?

Entretanto, se não conseguir sozinho, está tudo bem procurar ajuda profissional. Aceitar um problema é o primeiro passo do tratamento, e tenha a certeza que se fortalecer individualmente só lhe trará crescimento pessoal e relacionamentos (amorosos ou não) estáveis e felizes.

Como surgiu a Inteligência Emocional?

O conceito de Inteligência Emocional (IE) surgiu primeiramente com Charles Darwin, que notou a importância da expressão emocional para a sobrevivência e adaptação das espécies.

Ao decorrer dos anos vários teóricos e pesquisadores, como Edward Thorndike, David Wechsler, Abraham Maslow, entre outros, foram se aprofundando mas na teoria e aperfeiçoando o conceito.

Em 1990, Peter Salovey e John D. Mayer publicaram um artigo tão incrível que seu impacto foi mundial.

Eles definiram a Inteligência Emocional como: “(…) a capacidade de perceber e exprimir a emoção, assimilá-la ao pensamento, compreender e raciocinar com ela, e saber regulá-la em si próprio e nos outros.”, dividindo-a em quatro pilares: Percepção das emoções, Uso das emoções, Entender as Emoções, Controle e transformação da emoção.

Em seguida, veio Daniel Goleman, que abordou a Inteligência Emocional como uma habilidade interpessoal e intrapessoal, afirmando que características como empatia e negociação fazem parte da IE e quem as têm, alcança o sucesso mais rapidamente.

Hoje, a Inteligência Emocional é um grande diferencial e se faz cada vez mais necessária tanto na vida pessoal quanto profissional.

Você sabe o que é INTELIGÊNCIA EMOCIONAL?

Entender que somos movidos principalmente pela emoção é o primeiro passo para começar a desenvolver Inteligência Emocional.

Você sabia que a Inteligência Emocional é a capacidade de administrar as próprias emoções e usá-las a seu favor? Além disso, com essa competência é possível compreender as emoções das outras pessoas, construindo relações saudáveis, fazendo escolhas conscientes e adquirindo uma melhor qualidade de vida.

Quem tem Inteligência Emocional sabe pensar, sentir e agir de forma inteligente e consciente, sem deixar que as emoções controlem sua vida e se acumulem de forma a reproduzir ou criar traumas e doenças psicossomáticas.

Os 5 pilares da Inteligência Emocional são:

1 Autorresponsabilidade: capacidade de assumir a responsabilidade por todas as coisas que acontecem na vida, seja o sucesso, fracasso, erros ou acertos;

2 Percepção das Emoções: reconhecer as emoções humanas, tanto as próprias quanto das pessoas ao redor, identificando a mensagem que trazem;

3 Gerenciamento das Emoções: conscientização da sua reação (resposta emocional) diante de cada emoção, adequando-as;

4 Foco: o foco determina o resultado, sendo assim, capacidade para focar nos aspectos positivos das pessoas e situações;

5 Ação: somente pela ação enfrentamos o medo, tristeza e raiva; encontramos a alegria e o amor, gerando resultados e concretizando nossos sonhos.

Está dispostos a desenvolver essas 5 habilidades?