Tag Archives: equilibrio emocional

Paz e Sentimentos

A paz é um estado de espírito, uma sensação de tranquilidade e leveza de estar de bem consigo mesmo, com as pessoas ao nosso redor e com o universo. Viver em paz internamente é procurar na nossa mente e nos nossos sentimentos a compreensão para o medo, que pode se tornar violento. É aprender a se aceitar e amar aquilo que você realmente é, por fora e por dentro. Já a paz exterior é vivermos em paz com os que nos cercam, apesar de todas as diferenças que encontramos, seja no campo religioso, cultural ou político.

Para alcançar esse equilíbrio emocional é necessário adotar hábitos que promovam a serenidade, que será refletida em todas as suas ações. Mas que hábitos são esses?

O passo fundamental para atrair a paz interior e exterior é ser a paz. Evite entrar em conflitos desnecessários, não julgue as pessoas precipitadamente, busque ser justo ao tomar decisões e seja alguém que prioriza a tranquilidade e promove a paz em cada gesto. Perdoar também é importante, assim você deixará mágoas e rancores para traz, abrindo mais espaço para o amor e para o bem.

Viva de forma leve, converse mais, observe mais, sorria mais. Cuide da sua saúde, dos laços com os amigos e com a família, cuide dos seus relacionamentos e cultive-os. Seja otimista e evite a negatividade, compreenda-se e ame-se em primeiro lugar.

Hoje pode ter sido um dia ruim, mas amanhã pode ser melhor. Tenha em mente que dias ruins sempre vão existir, e independente dos hábitos praticados, eles são parte da nossa vida, então não fique triste ou cabisbaixo. Isso tudo vai passar, vai melhorar.

Psicologia Empresarial

Assim como em nossas vidas pessoais, temos dificuldades e emoções no ambiente de trabalho. Uma empresa é formada por pessoas, e sendo assim, a mesma pode estar enfrentando dificuldades devido ao emocional de sua equipe.

Todas as perguntas referentes a sua empresa poderão ser respondidas em uma Análise Psicológica Empresarial. A psicologia vai auxiliar o gestor/empreendedor a analisar fenômenos comportamentais e processos mentais do ser humano. E dará o suporte a gestores e empreendedores.

A formação de uma equipe, a seleção dos integrantes, produtividade, relacionamento, etc. Tudo isso pode ser analisado através do Comportamento Humano nas Empresas e resolvido através do Desenvolvimento da Inteligência Emocional de toda sua equipe.

Tornando assim, sua empresa será analisada para formar equipes de alto desempenho, melhores relações societárias e mudanças organizacionais, gerando resultados positivos.

Prevenção da depressão e estresse no ambiente de trabalho

O estresse se popularizou nos últimos tempos, e uma das maiores causas é a depressão pelo trabalho. Uma pesquisa realizada pela associação nacional de controle ao estresse, aponta que o brasileiro é o segundo povo mais estressado do mundo perdendo apenas para os japoneses.

Setenta por cento dos entrevistados, culpam o trabalho pelo problema.

Existem fatores estressantes que acabam aumentando o estresse, mas eles não são propriamente do trabalho. E sim falta de saúde, de equilíbrio emocional, recursos financeiros, não realização de propósitos, problemas familiares e de relacionamento amoroso, falta de vida social, hobbies e diversão.

Mas afinal o que é o estresse? O estresse na verdade é uma resposta natural para eventos em que a pessoa se sinta ameaçada e sob pressão. Ao se sentir em perigo (real ou imaginário) as defesas do organismo disparam um processo rápido e automático conhecido como: reação ao estresse. O sujeito vai lutar, ou fugir.

Nesse momento o sistema nervoso reage como uma liberação de uma inundação de hormônios do estresse, com a adrenalina e cortisol. Esses hormônios despertam no corpo uma reação, como se estivesse em estado de emergência.

O estresse positivo, é a fase inicial de alerta em que o organismo produz adrenalina e injeta animo e energia, que faz o trabalhador ser mais produtivo, inclusive mais criativo.

Mas o estresse negativo, é aquele estresse em excesso. Ele ocorre quando a pessoa ultrapassa seus limites, esgotando sua capacidade de adaptação. O organismo perde nutrientes e a energia mental é reduzida.

A produtividade e a capacidade no trabalho são comprometidas, e o trabalhador pode vir a adoecer.

A diferença entre estresse e cansaço é que um trabalhador estressado não consegue descansar, não consegue dormir. Já o cansaço, com algumas horas de sono o problema está resolvido.

Os sintomas do estresse no trabalho são tensão, irritabilidade, incapacidade de se concentrar, cansaço e insônia. Sintomas físicos como boca seca, coração acelerado, dificuldade em respirar, dor de cabeça, dor de estomago, sudoreses nas palmas das mãos, músculos tensionados que podem causar dor e tremor.

Como reduzir o estresse e a depressão no trabalho: trabalhe com o que gosta! Existem muitas formas de trabalho, ajuste a sua. Mas nem sempre isso é possível então caminhe, se alimente bem, e principalmente respire, é o principal remédio para o combate ao estresse e depressão no mercado de trabalho.

Autoestima

A maioria dos problemas psicológicos, são envolvidos com algum tipo de autoestima baixa ou autoestima alta.

Na autoestima baixa você não está gostando da pessoa que você está representando em sua sociedade. Não gosta da pessoa que você se vê. Você não está gostando da pessoa que você está sendo se relacionando com outras pessoas.

Na autoestima alta é o contrário, nessa situação onde você se encontra é o verdadeiro “Estou me achando”, “estou me sentindo o máximo”, também traz alguns problemas emocionais.

De mais é ruim e de menos é ruim.

Para as pessoas com autoestima baixa: Lembre-se que você não é só essa pessoa que você está vendo, você é muito mais. Você é pai, você é mãe, você é filho, você é estudante, você é trabalhador. Existem várias coisas que você faz na vida que são boas, não é só os pontos negativos que você está enxergando neste momento.

Para você, que tem a autoestima muito alta: Pare e preste atenção, pois existem muitos defeitos em você, tantos defeitos quanto qualidades.

A nossa intenção aqui é equilibrar as duas situações. Nem pouco me achando, nem muito me achando.