ANSIEDADE nos Transtornos Alimentares

A ansiedade é uma emoção normal dos seres humanos, útil e fundamental para enfrentarmos nosso cotidiano. Mas, quando ela é excessiva e recorrente pode acarretar muitas preocupações e sofrimento.

Nos Transtornos Alimentares, ela aparece na relação com o alimento e imagem corporal. A ansiedade é um dos fatores que apresentam relação direta com a compulsão alimentar, pois os estímulos ansiosos para a comida, aos poucos, tornam-se um hábito.

Entender a relação entre ansiedade e compulsão alimentar é essencial para identificar os tipos de ansiedade, para auxiliar no combate à compulsão. Há diversos fatores que desencadeiam esse problema, sendo importante observar a relação entre os gatilhos que geram esses acontecimentos.

Na maioria dos casos, o ato de comer compulsivamente está associado a fatores que vão muito além de questões psicológicas, mas acabam afetando o funcionamento do organismo. Nessas condições, as crises de ansiedade surgem e se tornam um estímulo para a pessoa buscar solução nos alimentos, principalmente nos doces e carboidratos. 

Como lidar com a compulsão alimentar?

Entendemos o ato de comer como essencial à sensação de prazer. O gasto energético causado pelo excesso de ansiedade leva o corpo a precisar de reposição de energia. Por essa razão, pessoas com esse transtorno exageram na comida, pela falsa sensação de reparação do prejuízo à energia  do corpo. E essa função do alimento não se restringe à saciedade, mas assume um significado totalmente diferente das necessidades do corpo.